domingo, 5 de agosto de 2012

Você conhece a Couve Rábano?


A Couve Rábano (Brassica oleracea var. gongylodes) é cultivada nos países mediterrânicos e é especialmente apreciada na Alemanha, na Áustria e na Suíça A couve rábano pertence à família dos nabos. Em inglês chama-se “Kohlrabi”, palavra que vem do alemão "Kohl" (que significa repolho) e "rabi" (que significa nabo). Tem a forma de um nabo com folhas que irradiam e de sabor bem parecido com a couve. 

 
A parte redonda é mais utilizada no preparo de pratos e é mais saborosa quando é colhida jovem. Caso contrário fica dura e fibrosa. As folhas verdes são comestíveis, e podem ser preparadas como qualquer couve. A parte redonda usa-se em sopas, guisados ou cozida. É também muito apreciada quando ralada em saladas, tal como a cenoura. Tem um sabor que lembra a avelã. 
 

Metade de uma couve rábano é o suficiente para cobrir as nossas necessidades diárias em vitamina C. Também é rica em vitaminas A e K, em biotina e ácido fólico, bem como magnésio, cálcio e selênio. Não deixe de comer as folhas, pois são extremamente ricas em vitaminas e fibras.

Experimente esta receita:

Kalan de Couve Rábano 

(Kalan é um molho de origem indiana preparado com 
iogurte, leite de coco e especiarias)


Modo de preparar:
Corte a 2 Couves em fatias finas e leve para cozinhar no vapor. Reserve.

Frite no azeite meia cebola cortada bem muidinho. Deixe até murchar.

Junte a couve e mexa delicadamente. Deixe pegar um gostinho e cuidado para não quebrar as fatias. 
Acrescente duas a tres colheres de iogurte natural. Mexa mais um pouquinho.
Junte meio vidro de leite de coco. Deixe apurar um pouco.
Para terminar, tempere com curry ou mix de especiarias e sal à gosto.

Como você vai servir? Eis aqui minha sugestão:

Kalan de Couve Rábano com salada de beterraba cozinha (al dente!) e folhas da própria Couve Rábano, Arroz integral e 
Crocante de Proteina de Soja e Sementes.



 




quinta-feira, 19 de julho de 2012

Semente de Girassol e a felicidade





A flor do Girassol é uma forma que, sem dúvida, lembra muito o sol e tem tanta afinidade com seus raios que a planta gira seu caule em direção à sua luz para buscar o máximo de sua energia. Com esse processo, acaba armazenando os chamados fótons do sol, que são passados para o corpo humano quando se come sua semente.
Sendo assim, consumir suas sementes é criar um fluxo de energia positiva e uma sensação de bem estar. É um alimento para o corpo e para a mente.
Somos o resultado daquilo que comemos. A saúde dos nervos também depende daquilo que ingerimos. A semente de girassol contém substâncias que atuam diretamente no sistema nervoso. Seu consumo auxilia no aumento da produção de serotonina no cérebro.
A serotonina é conhecida como o hormônio da felicidade e bom humor. É o mesmo hormônio produzido quando do orgasmo sexual.


A semente de girassol é rica em vitamina E e  antioxidantes que atuam no combate aos radicais livres previnindo o envelhecimento precoce. É também uma importante fonte dos ômegas 6 e 9, selênio, magnésio e cobre muito importantes para a saúde óssea. 

Além disso, a semente ainda contém  quantidades significativas de potássio, um mineral  que auxilia na prevenção de cãibras.

Tanto a semente de girassol como a aveia melhoram o funcionamento intestinal por serem ricas em fibras.

Se você procura algum petisco para se distrair e já se cansou de biscoitos e salgadinhos ricos em gorduras trans e saturadas, experimente esse biscoito de aveia e semente de girassol. Saudável e nutritivo!








quinta-feira, 5 de julho de 2012

terça-feira, 26 de junho de 2012

Pimenta cura





Apesar de trazer consigo alguns mitos, como o de que provoca gastrite, úlcera e pressão alta, a pimenta oferece numerosos benefícios. 
É justamente a substância química que dá à pimenta o seu caráter ardido que possui as propriedades benéficas à saúde. No caso da pimenta-do-reino, o nome da substância é piperina. Na pimenta vermelha, é a capsaicina. As substâncias capsaicina e piperina ardem, mas são estudadas pelas propriedades antidor que possuem, pois elas provocam a liberação de endorfinas, analgésicos naturais extremamente potentes que o nosso cérebro fabrica. 

Quando se ingere um alimento apimentado, a capsaicina ou a piperina ativam receptores sensíveis na língua e na boca. Esses receptores transmitem ao cérebro uma mensagem primitiva e genérica, de que a boca estaria pegando fogo. Tal informação gera, imediatamente, uma resposta do cérebro no sentido de salvá-lo desse fogo: a pessoa começa a salivar, a face transpira e o nariz fica úmido, tudo isso no intuito de provocar frescor. 

Além disso, o cérebro inicia a fabricação de endorfinas, que permanecem um bom tempo no organismo, provocando uma sensação de bem-estar, uma euforia, um estado alterado de consciência muito agradável, causado pelo verdadeiro banho de morfina interna do cérebro. 

Quanto mais ardida a pimenta, mais endorfina é produzida, e quanto mais endorfina, menos dor e menos enxaqueca a pessoa sente. As substâncias picantes das pimentas (capsaicina e piperina) também melhoram a digestão, estimulando as secreções do estômago; possuem efeito carminativo (anti-flatulência); estimulam a circulação no estômago, favorecendo a cicatrização de feridas (úlceras). 

Além de tudo isso, existem cada vez mais estudos demonstrando a potente ação antioxidante (anti-envelhecimento) da capsaicina e piperina, bem como suas potentes propriedades antiinflamatórias. 

Geleia de Pimenta

Acompanha muito bem queijos (com Brie é um arraso!)
pães, torradas e saladas.



segunda-feira, 18 de junho de 2012

Chia – A sementinha do bem




Originária do México, a Chia é uma semente que foi muito consumida por civilizações antigas, principalmente por aqueles que precisavam de resistência física e força. É considerada um superalimento funcional e nutricional, é a fonte vegetal conhecida mais rica em ácidos graxos.

Ômega-3

Esta gordura do bem é responsável por afastar as doenças cardiovasculares. Reduz a formação de coágulos sanguíneos e arritmias, diminui o colesterol circulante no sangue e também aumenta a sensibilidade à insulina. Ajuda na regulação da pressão dos vasos sanguíneos uma vez que aumenta a fluidez sanguínea, evitando assim, o aumento da pressão arterial. Além disso, fortalece o sistema neurológico aumentando a absorção de nutrientes. 100 gramas da semente de Chia têm oito vezes mais ômega-3 que um pedaço médio de salmão.

Efeito saciedade

A semente de Chia é rica em fibras solúveis e insolúveis  que ajudam o trânsito intestinal, evitando ou atenuando a prisão de ventre.  Como parâmetro, a aveia possui 9,1g de fibras a cada 100g do grão enquanto  a Chia tem 13,6g de fibra. Também proporciona mais saciedade, pois ao entrar em contato com líquido no interior do estômago forma uma espécie de "gel" que dilata o estômago, auxiliando  no emagrecimento.

Proteínas

Excelente para quem faz atividade física e precisa de uma boa fonte de proteínas para a reconstrução muscular. 100 gramas da semente de Chia possuem 16g de proteína em sua composição enquanto que em 100 gramas de arroz integral cru há 8 gramas de proteína. A semente ajuda na manutenção de massa muscular, fornecendo mais energia para as células nervosas e complementando as necessidades proteicas - uma porção da semente de Chia tem 8.6% das nossas necessidades diárias nesse nutriente. 

Antioxidantes contra radicais livres
 
A semente de Chia possui ácido cafeico e ácido clorogênico, que atuam como antioxidantes ajudando a neutralizar os radicais livres, combatendo o envelhecimento celular e prevenindo contra muitas doenças como o câncer por exemplo.

Ferro

100 gramas da semente de Chia oferecem três vezes mais ferro que a mesma quantidade de espinafre, por exemplo.

Cálcio

Indicada para pessoas com intolerância à lactose e que  precisam de uma fonte de cálcio segura.  Segundo pesquisas,  100 gramas da semente de Chia (equivalente a sete colheres de sopa) tem seis vezes mais cálcio que meio copo de leite integral - que tem em média 246 mg do nutriente. O cálcio presente na chia ajuda na formação da massa óssea, evitando a osteoporose. Uma porção de semente de chia (25 gramas) tem cerca de 20% da nossa necessidade diária de cálcio. 

Magnésio

Essencial para o pleno funcionamento do nosso cérebro, o magnésio também está muito presente na semente de chia. "Em comparação com 100 gramas de brócolis, a semente de chia tem 15 vezes mais magnésio".  Uma porção possui 27.9% das nossas necessidades diárias desse nutriente.

Potássio

Esse nutriente tem grande participação na ação muscular, sendo essencial para quem pratica exercícios físicos todos os dias. 100 gramas da semente de chia têm duas vezes mais potássio que duas bananas grandes. Nesse caso você pode até consumir a dupla junto, garantindo potássio de sobra para a atividade física. Uma porção de chia tem 6.4% das nossas necessidades diárias de potássio. 

Vitamina A

Melhora o sistema imunológico e protege a pele e os olhos contra o processo de envelhecimento. Uma porção diária da semente de chia possui cerca de 20% das nossas necessidades dessa vitamina.

Complexo B

A semente de Chia também possui em sua composição todas as vitaminas do complexo B, importantes para o bom funcionamento do sistema nervoso auxiliando também no metabolismo das células. A porção da semente tem 13% das necessidades diárias de niacina, 4.6% das de riboflavina e 30% das de tiamina. 

Manganês

Contribui na síntese de várias reações enzimáticas, além de estimular o crescimento dos ossos e do tecido conjuntivo. Uma porção da semente de chia tem 63.5% das necessidades diárias de manganês

Zinco
Melhora o paladar, olfato e visão e a imunidade. Promove a liberação do hormônio do crescimento e ajuda na formação de colágeno. Na porção de chia você encontra 12.3% das necessidades diárias de zinco. 

Cobre

Facilita a absorção do ferro sendo o  catalisador na formação da hemoglobina. Aumenta a imunidade e ajuda na formação de elastina e colágeno. A porção da semente possui 30.5% das necessidades diárias de cobre. 

Como consumir chia

Ela pode ser consumida misturada em frutas, adicionada em saladas, no preparo de iogurtes, sucos naturais ou na comida ou na elaboração de pães e biscoitos. O ideal é comer uma colher (sopa) da semente 30 minutos antes das refeições.

 
 Aveia dormida no leite

Coloque três colheres de sopa de aveia em flocos numa vasilha e cubra com leite. Deixe na geladeira até o dia seguinte.
Complete com maçãs picadas, mel e sementes de Chia.
Uma deliciosa maneira de começar o dia!

sábado, 21 de abril de 2012

Chutney de abacaxi


O Chutney está se tornando um acompanhamento bem popular, embora a maioria das pessoas não saiba exatamente o que éEm grande parte porque existem muitos diferentes tipos de chutneys disponíveis.


Chutney é uma preparação que contém fruta, vinagre, açúcar e especiarias. Tem origem na Índia e foi descoberta pelo ocidente, quando soldados britânicos e colonos trouxeram receitas de volta para a Inglaterra durante o sec 17, juntamente com outros produtos indianos como o curry .

A mistura pode ser cozida ou crua.  Chutney de manga é provavelmente a variedade mais comum, em parte porque a manga é um fruto popular na Índia, mas também porque foi o primeiro sabor  amplamente divulgado para os europeus.

É possível  encontrar intermináveis  variações de Chutney  tais como: pêssego,  maçã, melão, tomate,  carambola, banana, etc.
Tem consistência semelhante à de geleia e apresenta base agridoce: uma mistura de açúcar, vinagre e cebola. Pode haver outras variações com especiarias, muitas vezes dando-lhe um sabor quente e picante (cravo e canela), ou raizes (gengibre) e também ervas (hortelã, coentro, salsa).

Pode ser servido com carnes frias, legumes, queijo e torradas.

Bolo de banana

Molhadinho e textura delicada. Aroma suave de banana com canela.
Quentinho...é uma delícia!
 Ingredientes: Bananas (com as cascas!), farinha de rosca, ovos, 
óleo de milho, açúcar e fermento.


Pão integral com Sementes


 Ingredientes: farinha de trigo branca, farinha integral, leite, gemas, 
açúcar mascavo, sal, óleo de milho, sementes de gergelim, linhaça e girassol.




Pão doce de frutas e castanhas

Muito saboroso: Pão doce com uma textura de biscoito.
 

Ingredientes: farinha de trigo branca, farinha integral, ricota, açúcar, ovos,
uva passa, castanha de caju, cascas de laranja e limão cristalizadas, 
canela, cravo e noz moscada.

Bombocado de Milho

Bolo molhadinho que  vai bem com um café quentinho 
ou chá de aroma delicado.

 O que vai na receita? 
Milho verde, farinha de milho, queijo meia cura ralado, açúcar, manteiga, leite e ovos

 Fica uma delícia na companhia de uma geleia de goiaba.

Aceita um pedacinho?

quinta-feira, 19 de abril de 2012

Arroz integral com cobertura de tomates

 Faça o arroz como de costume.  

Quando estiver quase pronto, mas ainda um pouco úmido, cubra a superfície com rodelas de tomate...
 regue com azeite e salpique um pouco de orégamo.

Tampe a panela e deixe terminar o cozimento. 
Você sentirá um aroma delicioso!
Enfeite com salsinha.
Simples não é?
Experimente que delícia!

quarta-feira, 18 de abril de 2012

Erva doce ao molho bechamel

Limpe e corte em rodelas os talos da erva doce. 
Coloque no vapor para cozinhar.
Fica muito mais gostoso e é super rápido!

 Prepare um molho bechamel, cubra e leve ao forno para gatinar.
Decore a gosto. Sirva com arroz.
Você sabe a diferença entre molho bechamel e molho branco?
As explicações e receitas você encontra aqui

terça-feira, 17 de abril de 2012

Penne ao molho de limão

 Receita

500 gramas de macarrão penne
300 gramas de creme de leite fresco
50 ml de leite
50 gramas de manteiga
1 colher (sopa) de farinha de trigo
1 dente de alho amassado
suco de 1 limão
raspas de limão 
sal e pimenta do reino a gosto
queijo parmesão à gosto 

Cozinhe o macarrão conforme as instruções da embalagem. Retire do fogo, resfrie com água fria e reserve.
Prepare o molho:
Derreta a manteiga e frite o alho até dourar bem.
Assim que o alho dourar, retire-o com a ajuda de uma peneira. Adicione a farinha, misturando bem.
Baixe o fogo e junte o suco do limão, o leite e as raspas de limão. Cozinhe por cerca de 3 minutos e adicione o creme de leite, sempre mexendo bem. Mais 5 minutinhos reduzindo e está pronto!
Sirva com o macarrão já cozido e bastante parmesão. Decore com raspinhas de limão e salsinha.

segunda-feira, 16 de abril de 2012

Cogumelo Shimeji com alcaparras

Limpe bem o cogumelo 
 Passe em água fervente com uma rodela de limão rapidamente para amaciar.

Escorra e tempere com azeite, sal e alcaparras.